Compulsão Alimentar: Como diminuir

Saiba o que pode causar a compulsão alimentar em algumas pessoas. Veja também algumas dicas para reduzir esse problema.

Você tem fome ou vontade de comer? Pode parecer uma pergunta simples, mas nela residem questões nutricionais e psicológicas sobre nós. Muitas pessoas tem compulsão por comida, mas o que causa esse problema? Isso ocorre quando alguns alimentos como ansiedade, a raiva, tristeza aumentem nosso apetite, ou assim parece. Quando uma pessoa fica  muito ansiosa, automaticamente, ela procura uma válvula de escape para  aliviar toda essa tensão que provoca mal estar. Algumas pessoas encontram na comida uma forma de aliviar sua tensão e esquecer seus problemas, assim como existem pessoas que fazem o mesmo com o álcool e com as drogas.

Alguns alimentos realmente possuem um efeito viciante, por exemplo, os carboidratos. Esse vício pode ser descrito como uma necessidade periódica por amido, pesticos ou doces. O termo compulsão por doces remete à relação entre carboidratos, insulina e apetite.

A ingestão de carboidratos aumenta o nível de insulina de insulina de nosso organismo, que tem como função reduzir a glicemia de nosso sangue. Isso gera desejo por mais alimento, principalmente carboidratos, sendo ainda mais pronunciada com alguns tipos de carboidratos. Açúcar, alimentos refinados e aqueles com alto índice glicêmico provocam um aumento na glicemia e níveis de insulina, o que leva a maiores episódios de compulsão. Isso se torna um ciclo vicioso, ainda mais se combinarmos açúcar com outros elementos que também podem viciar, como a cafeína. Tanto os açúcares como a cafeína estão presentes nos refrigerantes de cola mais populares do mundo.

As mulheres e seu chocolate

Não são todos que gostam de chocolate, mas é realmente muito difícil encontrar uma mulher que tenha asco a esse doce, a resposta para isso poder explicada em uma resposta hormonal no corpo feminino. A compulsão pelo  chocolate poderia ser motivada pela deficiência de micronutrientes, como o magnésio, principalmente no período pré-menstrual. Sua deficiência pode interferir nos níveis de dopamina e, assim talvez alterar o humor.

Além disso, o chocolate contém uma substancia que podem causar um efeito viciante, a feniletilamina. Essa substância age como um estimulante e antidepressivo similar à epineprina e anfetaminas. Pessoas com quadro de depressão possuem níveis de feniletilamina bem baixos.

Como diminuir

Aqui vão algumas dicas para combater a compulsão por alimentos

  • Diminua a quantidade de doces, álcool e cafeína que você consome
  • Faça 3 refeições principais e mais 2 pequenas ao decorrer do dia, ou faça 6 pequenas refeições. Tente incluir frutas e vegetais em todas
  • Tente criar uma cota de doces semanais, isso pode ajudar no controle
  • Não utilize aspartame como substituto ao açúcar, pois ele diminui a biodisponibilidade do triptofano, reduzindo os níveis cerebrais de serotonina, contribuindo indiretamente para mudanças de humor e distúrbios do sono. Além disso, seu alto conteúdo de metanol pode provocar dor de cabeça, perda de memória, depressão, náuseas entre outros.
  • Tenha uma rotina saudável, pratique exercícios físicos

:


Recomendamos: