É errado corrigir a criança com palmadas?

Será que você está fazendo correto ao corrigir seu filho com tapas e palmadas? Já pensou em usar este método para acalmar os animos dele ou dela? Veja se isso realmente contribuirá para a educação do seu filho!

Os pais e a educação de seus filhos é um assunto bastante polêmico, pois envolve experiência de vida, responsabilidade e muita paciência, principalmente entre os 3 e 8 anos de idade, onde os pequeninos vivem aprontando.

Os pais e mães mais esquentados sempre, ou na maioria das vezes, corrigem seus filhos a gritos e palmadas, o que pode, segundo diversos estudos e opiniões de dezenas especialistas, causar traumas de infância, impedindo que a criança crie uma imagem de “super-herói” ou “super-heroína” de seu pai e mãe.

Segunda uma pesquisa, as palmadas não trazem nenhum resultado

E não é qualquer pesquisa não! Os resultados foram obtidos durante um período de 20 anos, onde a conclusão final, analisando todos os resultados, foi: As palmadas não trazem resultados positivos. Ao contrário, elas trazem, em um futuro próximo, dores de cabeça aos pais, pois as agressões físicas podem alimentar a raiva e rebeldia do filho.

Uma alternativa bastante eficaz para evitar os tapas e palmadas nas crianças, segundo a opinião de quem entende do assunto, é simplesmente estabelecer limites. Estes limites, conhecidos também como regras, devem ser criados de forma a educar o seu filho e nunca haver a necessidade de corrigi-lo com métodos mais agressivos.

Com os limites e regras estabelecidos, basta aplicar um castigo a cada vez que a criança descumprí-la. O castigo mais eficaz é tirar dele(a) a coisa que ele(a) mais gosta. Exemplos: Internet, videogame, dormir tarde ou ficar calçada com os coleguinhas

Agora você já pode pensar duas vezes antes de sentir vontade de corrigir o seu filho com algumas palmadinhas. Embora pareça eficaz, o efeito dura apenas nos primeiros minutos, mas as consequências vão sendo criadas a cada agressão, portanto, corrigir o filho através de castigos pode ser muito mais conveniente e mais amoroso.


Recomendamos: