Palavras elegantes e seus significados

Mude seu diálogo, transforme sua personalidade e aprenda um pouco mais sobre palavras difíceis e elegantes e seus significados.

Palavras elegantes e seus significados Não há quem fique admirado ao ouvir o diálogo entre pessoas com normas cultas e sem vícios de linguagem, certo? E essa admiração acontece por um motivo lógico: o de estarmos fadigados em conviver com quem não demonstra interesse nem mesmo para conhecer o significado e sentido de cada palavra que profere.

Agora experimente juntar vícios de linguagem a palavras difíceis, provavelmente será o propulsor de diálogos indecifráveis e confusos, portanto, largamos tudo e trouxemos aqui algumas das melhores palavras da norma culta, assim como os seus significados.

Dica básica de como usar e entender uma palavra

Antes de usa-las é preciso, porém, se adequar aos seus significados e entender o momento certo para encaixa-las em uma frase, com o intuito de evitar que seu sentido se torne difícil e enfadonho. Se ainda não compreendeu, vamos a um exemplo: “O deputado só assumirá o cargo se tiver à sua disposição milhões para dilapidar.”, em outras palavras: “O deputado só assumirá o cargo se tiver à sua disposição milhões para gastar“.

No exemplo acima, a palavra dilapidar entrou com o significado de “gastar”, justamente pelo seu contexto, embora ele também tenha outros significados, como destruir e arruinar. Ou seja, cabe ao leitor entender qual significado empregar à palavra “dilapidar” com base no contexto da frase.

Lista de palavras elegantes e seus significados

  • Admoesta - perdão, isenção, arrego, repreensão, reprimenda.
  • Alarido - confusão, algazarra, farra.
  • Alcunha - apelido.
  • Âmago - parte muito interior, cerne.
  • Ardiloso - manhoso, esperto.
  • Arroubo - entusiasmo, fervor, encanto.
  • Balbúrdia - baderna, bagunça, confusão.
  • Belicoso - que incita à guerra.
  • Besugo - pequeno peixe acantopterígio vulgar;
  • Curra - abuso sexual, esturo com a participação de várias pessoas.
  • Dilapidar - gastar, estragar, destruir, arruinar, desperdiçar.
  • Dândi - que procura se vestir com elegância.
  • Engodar - mentir, enganar.
  • Fenecimento - fim, término.
  • Fugaz - passageiro, que passa rápido.
  • Fleumático - imperturbável.
  • Frugal - simples.
  • Homizio - refúgio, guarida, abrigo, esconderijo
  • Ígneo - próprio do fogo.
  • Ignóbil - sem caráter, vergonhoso.
  • Implícito - escondido, não expresso, omisso.
  • Insolente - desaforado, desagradável.
  • Irrupção - entrada violenta, pancada forte.
  • Incólume - intacto.
  • Inócuo - inofensivo.
  • Jaez - tipo, categoria.
  • Janota - bem vestida.
  • Justapor - colocar perto.
  • Loquaz - falador.
  • Nódoa - sujeira, mancha. pode ser também a alcunha de uma pessoa de má fama.
  • Pachorrento - calmo, sereno, acomodado.
  • Pacóvio - imbecil, ignorante.
  • Parco - moderado, econômico, diminuto.
  • Pedante - nojento, exibido, audacioso.
  • Pederasta - gay.
  • Perdulário - que gasta mais.
  • Perene - que dura muito, imortal.
  • Permuta - troca, câmbio.
  • Pernóstico - pretensioso, esnobe.
  • Petiz - criança, adolescente.
  • Plissado - com rugas.
  • Perscrutar - vasculhar, procurar, revirar.
  • Pândego - feliz, alegre.
  • Pérfido - cruel, traidor, desgraçado.
  • Ruar - sair sem destino, andar à toa.
  • Recôndito - escondido, encoberto, secreto, oculto
  • Rubicundo - avermelhado.
  • Sumidade - personalidade importante, sábio.
  • Suscitar - fazer surgir, encorajar, provocar.
  • Tergiversar - desculpar-se.
  • Taciturno - calado.
  • Tênue - fraco, frágil.
  • Veneta - ataque, acesso de loucura.

E aí, preparado para encarar o desafio de transformar seu vocabulário, largar dos seus vícios de linguagem (se tiver, claro) e mostrar mais de sua forte personalidade para quem te lê ou ouve? Então comece a treinar!


Recomendamos: