Poliomielite - Sintomas e tratamento

A paralisia infantil foi erradicada do Brasil, mas ainda existe em países com IDH baixo.

A poliomielite, ou pólio, é uma doença de fácil contagio entre crianças que pode causar paralisia e até morte. Essa é uma das doenças que a Organização Mundial de Saúde (OMS) tem como prioridade para erradicar. No Brasil o último caso registrado dessa doença foi em 1990, de acordo com informações do blog do doutor Drauzio Varella. De acordo com a OMS a erradicação dessa doença no continente americano aconteceu em 1994, na Europa ocorreu em 1999.

Vacina da gotinha

O vírus da pólio é muitas vezes transmitido através de alimentos e água contaminados, uma das razões por ser muito comum em países com o Índice de Desenvolvimento Humano baixo. Dentro do nosso organismo o vírus se multiplica no nosso intestino e de lá ataca nosso sistema nervoso.

Sintomas

Depois de contraído o vírus, os primeiros sintomas aparecem com 7 a 14 dias. Os sintomas mais leves dessa doença são febre, dores de cabeça, vômito e diarreia. A incubação da doença varia de 5 a 35 dias. Quando o vírus atinge as células dos neurônios motores essa doença evolui para sua forma paralítica, que além dos sintomas citados, causa flacidez muscular que geralmente afeta um dos membros inferiores, permanentemente. Em alguns casos pode levar até a morte.

Tratamento

Como já foi citado, essa doença foi erradicada do nosso país graças a vacina Sabin (a vacina da gotinha da nossa infância). A vacina deve ser aplicada aos 2, 4, 6 e 15 meses de idade. É indicado que as crianças recebam uma vacina anual até os 5 anos. Essa doença pode ser evitada se tivermos uma constante preocupação com higiene, lave sempre as mãos quando manusear alimentos.

Existe outra vacina administrada para prevenir essa doença, chamada Salk. Diferente da Sabin, essa vacina é aplicada de forma intramuscular, ela é indicada para adultos que estejam sempre em contato com esse vírus (médico, enfermeiros de outros países) ou turistas que vão visitar um país que não teve a pólio erradicada.

Se por acaso contrair a doença recomenda-se que o paciente fique em repouso nos primeiros dias (isso reduz a taxa de paralisia), faça tratamento sintomático da dor, febre e de problemas urinários e intestinais. Procure um médico.


Recomendamos: