Quais são os perigos da desidratação e como evitá-los

Tome devidas precauções antes e depois de correr.

A prática de exercícios é sempre válida em nossa rotina agitada, mas muitas vezes esquecemos de fazer a hidratação que nosso corpo precisa ante e depois de qualquer atividade. A desidratação é algo sério que pode ser evitada com ações simples.

A hidratação é fundamental no verão

Quando corremos nosso corpo envia uma quantidade maior de sangue para resfriar nossa pele. Imagine em um dia de calor o quanto de sangue seria necessário para baixar a temperatura de nossa pele. Essa redistribuição sanguínea deixa menos sangue rico em oxigênio para seus músculos das pernas. Com isso menos sangue retorna ao nosso coração, obrigando nosso coração a bombear mais rápido. Isso gera aumento da nossa frequência cardíaca. No principio de uma desidratação é comum sentir sede, cansaço, ficar com a aparência pálida, com mucosas secas e também com ressecamento na pele; em estado avanço aparecem outros sintomas mais sérios como moleza, tontura, confusão mental e até desmaio .

Em uma hora de corrida intensa podemos perder 1,3 a 1,8 kg de água. Por isso a reposição é essencial. O ideal de acordo com o American College of Sports Medicine é ingerirmos meio litro de fluidos (de sempre preferência a água) duas horas antes da corrida. Os tecidos de nosso corpo não absorvem fluidos imediatamente, isso leva tempo. A cada quinze minutos de corrida beba um pouco da água, não precisa tomar outro meio litro, você ficará com um peso desnecessário. Faça sua pesagem antes e depois da corrida. Ao termino do exercício reponha seus fluidos com água ou bebidas isotônicas.

No verão corra antes das 10h quando os raios do sol são benéficos ao nosso organismo, não acelere a corrida, pois no calor nosso desgaste é muito maior.


Recomendamos: