Características da depressão em mulheres

As chances das mulhers sofrerem com esse transtorno são muito maiores.

A depressão é um problema que atinge qualquer pessoa, mas esse problema é mais comum nas mulheres. A depressão é caracterizada por causar mudanças negativas no seu humor, resultando em fadiga crônica, problemas de sono e alterações no apetite. Pessoas com depressão se irritam com muita facilidade e acabam se excluindo da vida social.

Depressão é um mau que atinge muitas mulheres

As mulheres tendem a ter seu primeiro caso de depressão já na adolescência. A formação de uma identidade social, alterações hormonais e stress podem acarretar em um inicio de depressão.

O stress é a principal causa de depressão na fase adulta. A causa desse stress muitas vezes se dá pelo excesso de responsabilidade que as mulheres modernas e independentes encontram em sua rotina. Expectativas sociais são outros agravantes desse problema.

Existem ainda depressões relacionadas à fertilidade da mulher. Depressão pós-parto, menopausa e infertilidade são as mais comuns. A depressão pós-parto varia entre casos mais leves (somente um sentimento de tristeza pelo fim do período de gestação) ou casos mais sérios onde mulher cai em profunda depressão.

Casos de abusos sexuais e violência gratuita na infância aumentam em muito a chance de uma mulher sofre com depressão.

Tipos de depressão

De acordo com especialistas existem três tipos de depressão, cada uma com suas características.

Transtorno depressivo maior: nesse caso os pacientes têm sintomas clássicos desse mau, que podem comprometer sua rotina diária. Esse transtorno pode dura pelo menos duas semanas

Distimia: Uma versão mais leve do transtorno depressivo maior. Não chega a comprometer sua rotina diária, mas causa indisposição e falta de prazer em atividades que antes eram prazerosas. Esse transtorno se caracteriza também pela sua duração, pelo menos dois anos, passando disso o caso pode evoluir para um transtorno depressivo maior.

Depressão bipolar: De todas a mais anormal. Existem períodos que o paciente esta com sintomas clássicos de depressão e em outros não apresenta nenhum vestígio desse transtorno. Mudanças bruscas de humor são frequentes.

Em casos como esses procure sempre um profissional especializado para o tratamento indicado.


Recomendamos: