Cistite Aguda e Crônica - O que é e como tratar?

Apesar de afetar mais as mulheres a cistite também pode afetar os homens, saiba como previni-la e identificá-la. Procure sempre um médico.

A cistite é uma inflamação na bexiga que pode ter várias causas, ela pode ocorrer em ambos os sexo, mas é mais comum nas mulheres. A inflamação pode atingir todas as faixas etárias. Não existe apenas um tipo de cistite, podemos classifica-las da seguinte maneira:

Cistite bacteriana - a mais comum das cistites, ela é causada por uma bactéria coliforme que se siado intestino e se desloca para a bexiga através da uretra. As mulheres têm mais chances de desenvolver cistite porque sua uretra é menor, então a bactéria não necessita viajar tanto para entrar na bexiga, isso  também ocorre devido à distância relativamente pequena entre a abertura do canal da uretra e o ânus.

Cistite intersticial - Raramente é causada por um microrganismo externo, estuda-se a possibilidade de ser autoimune, quando o sistema imunológico ataca a bexiga. Essa cistite não é uma inflamação e sim uma lesão da bexiga, o que resulta em uma constante irritação dessa área.

Cistite eosinofílica - Uma rara manifestação de cistite. Ela é somente diagnosticada por uma biópsia. Nesses casos, a parede da bexiga é infiltrada com altos números de eosinófilos (um tipo  especial de glóbulo branco). Ainda não se sabe a causa dessa doença, a única informação relevante em relação à doença é que ela pode se manifestar em crianças que tomam remédios específicos.

Cistite por radiação - Ela ocorre em pacientes que esta passando por uma radioterapia para tratamento do câncer.

Cistite hemorrágica - Possui os mesmo sintomas que cistite bacteriana, mas com sangramento na hora de urinar.

Crônica ou aguda?

Além da diversidade de cistites, podemos subdividi-las em dois grupos: agudo ou crônico. A cistite aguda é uma doença corriqueira no plantão médicos, com o devido tratamento não é algo que pode causar grande risco a saúde.

A cistite crônica ocorre em casos de incidências e proliferação das bactérias que causam uma cistite comum. Ou seja ela sempre volta a aparecer quando não tomamos devidos cuidados na recuperação da inflamação.

Sintomas

Podemos citar os seguintes sintomas:

  • Pressão na pélvis inferior.
  • Necessidade de urinar frequente ou urgente.
  • Necessidade de urinar durante a noite.
  • Cor anormal da urina, similar a infecção no trato urinário.
  • Sangue na urina.
  • Odor forte da urina.

Caso você perceba um ou mais sintomas procure um médico.

Tratamento

Em idosos e pessoas com diabetes, uma vez que existe o risco da infecção se alastrar para os rins, e devido à alta taxa de complicação nessa população, o tratamento imediato é quase sempre recomendado. É aconselhado evitar penetração vaginal até que a infecção seja curada.

Para controlar a infecção bacteriana são utilizados antibióticos. É vital que o tratamento com antibióticos seja iniciado e completado. A escolha do antibiótico é feita pelo médico de acordo com o resultado da coleta da urina. Os antibióticos mais receitados são:

  • Amoxicilina
  • Cefalosporinas
  • Ciprofloxacina ou levofloxacina
  • Doxiciclina
  • Nitrofurantoína
  • Drogas sulfa (sulfonamidas), como o trimetoprim-sulfametoxazol (Bactrim)

Em casos de doenças crônicas o tratamento será mais longo.  Além da terapia antibacteriana convencional, instilações de antissépticos na bexiga, podemos usar também a terapia com laser de baixa intensidade. O tratamento poderá ser repetido separadamente (sem associação a outras terapias) 10 dias depois do primeiro tratamento.

Prevenção

Manter sua área genital limpa e lembrar de esfregar da frente para trás pode reduzir as chances de introduzir bactérias da área retal para a uretra. Beba mais líquidos (de preferência água) pois isso  faz com que você urine com mais frequência eliminando as bactérias da bexiga.

Depois de uma relação sexual urine, isso ajuda a eliminar bactérias que podem ter sido introduzidas durante o ato. Não fique apertado, segurar a urina por muito tempo pode dar tempo para bactérias se reproduzirem.


Recomendamos: