Como evitar espinhas no rosto

Tal como as acnes e os cravos (que são quase tudo a mesma coisa), também é muito fácil evitar o surgimento de espinhas no rosto, sendo que na maior das hipóteses, o melhor processo para evitá-las é, cientificamente comprovado, lavar o rosto todos os dias, pelo menos 3 vezes, com um sabão neutro, ou, quando elas estiverem quase crescendo, usar pomada.

As espinhas por si só nascem e também, por si só, morrem, no entanto, algumas podem deixar seus rastros, pelo fato da pessoa ter mexido nela muitas vezes, como por exemplo: coçado a parte com espinhas, ter estourado uma delas, etc. Uma espinha pode durar em média até duas semanas no rosto, depois disso, a melhor coisa é ir num dermatologista.

As espinhas nascem com muita frequência na população masculina, mesmo sendo a mulher quem usa maquiagem que, por sua vez, com aquele pó branco (ou qualquer cor que seja), passa sobre a pele do rosto, tampa os poros, o que consequentemente impede-os de respirar, causando pequenas espinhas, mas com uma frequência muito baixa.

Quem tem pele oleosa deve se preocupar um com pouco mais em relação as espinhas, pois é justamente a pele oleosa que não tem muita resistência, tendendo a ser infectada com mais facilidade, e que futuramente nascem as indesejais espinhas, por tanto, é sempre bom fazer a limpeza da pele. Evite muita exposição ao sol, pois ele estimula a produção de sebo e bastam duas semanas para uma pele gordurosa e cheia de espinhas aparecer.

Caso todas as dicas acima, mesmo para quem já tem espinhas, terem sido executadas por vocês, mas nada de interessante como o desaparecimento de pelo menos uma espinha não ter sido notado, a melhor coisa a fazer é uma visita a um demartologista, que na maioria das vezes, tem a solução para seu problema, que pode ser uma pomada de 10 reias.


Recomendamos: