Como usar adoçante corretamente

Conheça “verdadeiramente” o adoçante que você usa para adoçar seu café, suco, chá, etc. Será que ele faz bem ou mau a saúde?

Adoçante deve ser usado com moderação

Certamente você já viu alguém colocando adoçante no cafezinho, com o pretexto de ser mais saudável que nosso tradicional açúcar, mas o que essa pessoa pode não saber é que a quantidade de adoçante pode transformar o que era para ser saudável em um risco a saúde.

Os adoçantes são compostos por substâncias chamadas edulcorantes que garantem o sabor adocicado a bebidas. Essas substâncias podem ser 400 a 800 vezes mais doces que açúcar tradicional, segundo nutrólogo Celso Cukier ao portal do hospital Albert Einstein.

Em 2008, foi publicado uma pesquisa nos Estados Unidos  que apontou que a sacarina (um tipo de adoçante) tem um valor calórico mais elevado que o açúcar normal, podendo causar ganho de peso mais rápido.

Outro dado preocupante, segundo um estudo conduzido na Fundação Europeia Ramazzini em 2005, o adoçante com a substância aspartame pode avançar um processo cancerígeno. Na pesquisa conduzida pela Fundação o adoçante foi ministrado a ratos de laboratórios, foi observado que em alguns deles tiveram aumento de linfomas, leucemia e câncer. Um dado ainda mais preocupante o aspartame é muito utilizado no Brasil.

Apesar do controverso estudo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) garante que, o aspartame é seguro. Polêmicas a parte existe uma recomendação saudável para utilização de adoçantes, o consumo diário de adoçantes dietéticos deve ser de quatro a seis pacotinhos de um grama quando em pó, e de 9 a 10 gotas para os líquidos, de acordo a associação que controla alimentos e medicamentos nos Estados Unidos Food and Drug Administration (FDA).


Recomendamos: