O que muda em ser destro ou canhoto?

Estudo da USP indica novos fatores que determinam a lateralidade do ser humano.

Canhoto ou destro? Qual dos dois você é? Uma pesquisa realizada pela Universidade de São Paulo (USP) aponta que fator que determina qual deles você é, não é genético, como se acreditava. De acordo com a pesquisa realizada feita pelo Laboratório de Sistemas Motores Humanos da Escola de Educação Física e Esportes da USP, ser canhoto ou destro é muito mais uma questão de prática.

Canhoto pode virar destro? Segundo pesquisa, sim

Luis Augusto Teixeira, coordenador da pesquisa explica a lateralidade do ser humano pode ser mudada com sessões. Ainda de acordo com o coordenador simples ações na infância podem mudar um canhoto para destro e vice versa. A preferência por um lado começa na infância com ações que podem parecer a imperceptíveis como fato de uma mãe colocar um brinquedo sempre em uma das mãos de seu bebê.

O teste consistiu em uma sequência de toques entre os dedos proposta aos voluntários. Dois grupos foram formados. O primeiro fez o exercício com a mão de sua preferência, ambos destros e canhotos compunham o grupo. Já no segundo grupo os exercícios foram feitos com a mão não preferida.

Ambos os grupos tiveram uma taxa de sucesso alta e similar. De acordo com a pesquisa o desempenho do grupo dependeu muito mais da prática do exercício do que a preferência. Hoje em dia não faz diferença se somos canhotos ou destros, mas não foi sempre assim. Canhotos eram alvo de preconceito, pois segundo superstições antigas, eles tinham ligações com demônios. Essa crença perdeu força com o tempo, celebres canhotos fizeram grandes contribuições a humanidade, Charlie Chaplin e Albert Einstein são dois exemplos.


Recomendamos: